Wladimir Costa registra candidatura ao Senado

O deputado federal Wladimir Costa do partido Solidariedade  já apresentou, ao Tribunal Regional Eleitoral do Pará, o pedido de registro da candidatura ao Senado.

Até o momento havia dúvidas  se ele de fato concorreria ao Senado ou se recuaria e tentaria novamente uma vaga na Câmara Federal. No pedido de registro, Wladimir declarou bens no valor de R$ 2.139.658,19.

Desse total, R$ 1.480 seriam créditos “decorrentes de empréstimos”. O deputado declarou ainda R$ 345 mil reais em dinheiro vivo e R$ 1,3 milhão aplicados em Renda Fixa. O deputado disse também ter um consórcio não contemplado no valor de R$ 70 mil.

O prazo para o registro das candidaturas termina nesta quarta-feira, 15 e, após essa data, o Tribunal começa a análise dos processos. Wladimir deve estar entre os que terão a candidatura impugnada (contestada) pelo Ministério Público Eleitoral porque teve o mandato de deputado cassado pelo TRE  em dezembro do ano passado. Foi condenado por uso de  dinheiro de caixa 2 na campanha e 2014, recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral e por isso continua no cargo.

Comentários