Em convenção com tucanos, Márcio Miranda pede união e cita Almir Gabriel

Democratas e tucanos fizeram, na noite deste domingo, 5, convenção para oficializar a candidatura de Márcio Miranda (DEM) ao governo do Pará. O vice indicado pelos tucanos  é o ex-chefe da Casa Civil e ex-deputado estadual José Megale.

Em uma fala rápida, Miranda clamou por união, lembrou o ex-governador Almir Gabriel, médico como ele, e que teria sido um dos responsáveis por sua estreia na vida pública.  Chegou a interromper a fala para pedir aplausos ao ex-governador  que ajudou a fundar o PSDB no Pará, mas deixou a legenda após desentendimentos com o hoje governador Simão Jatene, principal cabo-eleitoral de Miranda.

Sem citar adversários, o candidato disse que tem orgulho do sobrenome e se apresentou como ficha-limpa. “Jamais irei esconder meu sobrenome”, disse. Antes, afirmou se candidatou para “defender o Pará dos que já quebraram o Brasil e vários Estados”.

Comentários