Mário Couto desiste de candidatura e chama Barbalhos de traidores

O ex-senador Mário Couto anunciou na manhã desta terça-feira, 7, que desistiu de concorrer ao Senado pelo PP. Em entrevista, Mário Couto acusou o MDB de Helder Barbalho de ter “derrubado sua candidatura”.  "Fizeram isso na calada da noite", disse anunciando também que se desfiliará do PP, partido que, segundo ele, não fez nada para mantê-lo na disputa. 'Não recebi um telefonema, não fizeram um contato. Foi uma atitude covarde". 

Afirmando que não tem apego a cargo, Mário Couto disse que não concorrerá a qualquer outro posto, mas garantiu que não ficará de fora das eleições. "Vou trabalhar para o Márcio (Miranda do DEM) para evitar mais uma derrota do povo do Pará.

"Ao terminar (a convenção) dei uma entrevista para a TV Liberal falando que ia voltar ao Senado para combater fortemente a corrupção. Bastou isso para que, na calada da noite, eles tirassem o meu nome da ata e impugnassem minha candidatura ao Senado. Só soube hoje pela manhã pelos meus advogados. Não havia mais o que fazer. Os Barbalhos não podem ouvir falar em corrupção. Ficaram  magoados” ironizou.

No dia 5 a mulher de Mário Couto, Solange chegou a compartilhar  post no facebook elogiando a convenção que reuniu MDB e PP entre outros partidos.




Hoje, em comentário, Solange afirmou que Couto foi à convenção apenas por imposição do PP e se referiu à família  Barbalho como "maldição".

Comentários